quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Reconstruindo os Alicerces




"O Altar é o lugar onde nos reconciliamos com Deus, onde começamos assumir a culpa pelos nossos pecados e experimentar a redenção."

O altar simboliza a consagração a Deus.

Durante o exílio dos Judeus, ocorreram algumas mudanças históricas . Primeiro, o poderio da Babilônia foi esfacelado e arrasado diante do irresistível avanço do império persa. Depois, o clamor dos exilados entre o povo escolhido, dolorosamente castigado , chegou aos ouvidos de Deus. E Ele atende a esse clamor, levantando líderes que os guiassem de volta á terra dos seus antepassados. 
O primeiro deles foi Ciro, um rei gentio que se sentiu tocado por Deus, para proclamar um edito nos seguintes termos. Deveria ser construído em Jerusalém um templo ao Senhor e precisariam  de pessoas para a execução da tarefa. Para facilitar a empreitada, Ciro devolveu a eles os tesouros que foram roubados no templo. E foi assim que 42,360 israelitas voltaram a Jerusalém  sob a liderança de Zorobabel e vários outros. um dos mais importantes movimentos migratórios de um grupo humano já visto.
Imagine o que essa gente deve ter sentido, quando cansados e sujos da viagem, chegaram á terra dos seus ancestrais e encontraram ali um montão de ruínas. Esdras 3:1-6, narra a reunião de todos em Jerusalém , como um só homem, para o primeiro grande evento daqueles dias- edificar o altar.
Para que eles pudessem adorar a Deus teria que fazer antes os sacrifícios pelos nossos pecados  e a experimentar a redenção. Com as sua diversas ofertas, em especial a oferta voluntária, o altar simboliza a consagração a Deus.
Eles ergueram um novo altar, exatamente no lugar antigo. Este ato significava que restauravam e restabeleciam o antigo culto do qual participaram seus pais. Os exilados reconheciam que se quisessem ter sucesso na reconstrução do templo, precisariam da benção, da graça e do poder de Jeová.

E o altar não era importante só para os exilados, mas para nós também.
O " Altar" é lugar de: Confissão, sacrifício, arrependimento, perdão, expiação, aceitação, libertação, cura, proteção, sangue.

  • No momento em que recebemos a Cristo como Salvador, chegamos ao altar.
  • Contudo, isso não significa que nunca mais pecaremos. Nós pecamos, sim, mas muitas vezes deixamos de voltar ao altar. Por causa disso, os "pecadinhos"  vão se acumulando em nossas vidas, e não confessados, ocasionam separação entre nós e Deus.
  • Depois de algum tempo, já não conseguimos mais ouvir a voz do Senhor  e o nosso amor por ele começa a declinar.
E, como acontece a muitos de nós hoje, povo de Israel  aprendeu essa lição de maneira penosa.
  • O mato cresce de tal forma em volta do altar que este quase desaparece no meio dele.Para encontrá-lo de novo, precisamos utilizar um facão .
  • Para que ocorra um avivamento, primeiro é preciso que nos arrependamos , confessemos nossos pecados e voltemos ao altar.
  • Assim tornaremos a gozar de plena comunhão com Deus.
"Todos nós, cada vez que pecamos, precisaremos caminhar por aquela estradinha que nos leva ao altar."
  • Deus nos conclama a sermos santos como ele é santo- 1 Pedro 1:15 
  • e sem santidade ninguém verá ao Senhor- Hebreus 12:14
Uma vez levantado o altar, sobre a liderança de Zorobabel, os filhos de Israel edificaram o templo do Senhor- Esdras 3:7-13

O templo é o local onde adoramos a Deus, onde gozamos de comunhão com ele e uns aos outros.
  • Da mesma forma que precisamos construir um altar em nosso coração , precisamos também de um templo, uma área dedicada somente a Deus.
  • Precisamos de um "espaço" onde abandonamos tudo e entramos em sua presença para adorá-lo  e estar em silêncio diante dele. É ai que nos fortalecemos e temos nossas forças restauradas, aprofundando o relacionamento com ele.

Assim como ocorreu aos filhos de Israel , o templo tem uma importância muito grande para nós também. É lugar de: Adoração, ações de graça, comunhão, contribuição, oração, testemunho, sacramento, Deus manisfestara sua presença,gozo, santidade, poder, unção.

  • Cada um desses aspectos revela que o templo era o lugar onde os fiéis se encontravam na presença de Deus .
  • Os homens que ministravam no templo, nem sempre conseguiam se manter de pé, tão intensa era a manifestação da presença de Deus , algo que nós hoje só podemos imaginar.
  • No livro de Esdras relata na reconstrução de Jerusalém ,quando os alicerces do templo de Salomão foi concluído, o povo exultou jubilosamente. Muitos deles gritaram,alguns cantaram e ainda outros choraram Fizeram tanto barulho que seu vozerio era ouvido a distância.( Ed 3:11). Os exilados que conheceram o templo de Salomão, choravam sentidamente, ansiosos pela  presença do Senhor, da manifestação da sua graça e poder entre eles. "O templo significava a presença de Deus entre eles novamente."
  1. Como está o seu templo pessoal?
  2. Está em ruínas, precisando urgentemente de uma restauração?
  3. Será que você o negligenciou e abandonou por causa de outras ocupações, permitindo que seja depredado?
  4. Até que ponto você considera importante experimentar a presença de Deus em seu templo diariamente?
Precisamos entender que ele só aceita a obra das nossas mãos se ela for fruto de comunhão de amor com Ele. É só no templo que podemos estabelecer, cultivar, nutrir e fortalecer essa comunhão. Entretanto, é com muita facilidade que acabamos de perdendo essa prioridade de comunhão de amor com Deus.
"Nada pode roubar o seu tempo de comunhão com Deus." Nem mesmo seu ministério.
Muitas vezes podemos estar tão cheios de trabalhos, que acaba passando tempo no templo, do que aos pés do Senhor. Ministérios se transformam em ídolos. Negligenciando o altar da comunhão com Deus.
Quando negligenciado a comunhão, Ele fica "de fora", apenas assistindo tudo.
Quem negligência o templo com Deus, a comunhão íntima com Deus, corre o risco de adorar outros "deuses", de cometer erros graves e de perder em um labirinto de idolatria e religiosidade.
" Só o contato com a presença divina nos habilita a revelá-los a outros."
Podemos notar que são poucos os crentes que reconhecem que a presença de Deus é um elemento vital para suas vidas.
No livro de Salmos, Davi fala " como são felizes e bem aventurados aqueles que habitam na casa do Senhor e na sua presença." Esses desfrutam o gozo, do conforto e das forças dados por Deus, bem como tudo o que precisam para o seu trabalho.
Como aconteceu na época de Esdras, precisamos primeiro retornar arrependidos ao altar de Deus e depois ter o cuidado de não abandonar seu templo,.

" Jesus é a principal pedra angular."(1Pe 2:4-8). Precisamos fazer dessa "pedra angular" nosso altar e templo constantemente.

Enquanto não dermos ao Senhor o lugar de "prioridade" que Ele deve ocupar em nossas vidas não experimentaremos o que o Senhor tem de melhor , nem cresceremos espiritualmente.
O Senhor quer reconstruir seus muros, que pode ser edificado com toda segurança, perfeitamente vertical. Alinhado pela justiça e aferido pelo prumo divino.


Aplicação Prática

  • Como tem sido aplicados em sua vida o papel e a função do altar?
  • Como você pode melhorar sua comunhão íntima com Deus?
  • Faça um planejamento nesse sentido.
  • Medite sobre os alicerces da sua fé.





 Adaptação:Do livro- Paredes do Meu Coração
 Dr. Bruce Thompson e Barbara Thompson







Um comentário:

  1. Olá Simone
    Linda reflexão, Deus continue abençoando sua vida. Bjs

    ResponderExcluir

Bem Vindos ao meu espaço "Palavras de Vida".
Volte Sempre,deixe seu comentário.Deus te Abençõe.